Pastoralidade

Sentir-se acolhido, sentir-se ser humano, sentir-se bem, é o que queremos ofertar para você! A ação pastoral da FICR tem por finalidade o serviço para com a humanidade e à Igreja, através de uma educação de qualidade, que tem como propósito alcançar o desenvolvimento da pessoa e a transformação da sociedade. Muito mais do que um conjunto de ações, a pastoralidade faz parte da missão institucional da FICR, sendo construída com a colaboração de todos. Ela é nosso DNA, nosso jeito de ser. E queremos que você faça parte disso! Essa educação evangelizadora fundamenta-se nos princípios e valores cristãos, nos ensinamentos de Jesus e nos carismas dos nossos fundadores/educadores. A Pastoralidade da FICR quer contribuir para uma humanidade melhor, especialmente onde atuamos.

Coordenação de Pastoralidade da FICR.

O setor de Pastoralidade da FICR disponibiliza atendimentos de orientação pastoral, espiritual e partilha de vida, através dos seguintes espaços:

Presencialmente:
Segundas – das 18h às 20h
Quartas – das 08h às 12h
Agendar antecipadamente por e-mail ou telefone

E-mail Institucional:
jose.cneto@ficr.edu.br

Telefone:
(81) 2127-0500

O Plano de Pastoralidade da FICR foi elaborado a partir da contribuição de diversas pessoas, sendo fruto da caminhada de estruturação da Pastoralidade no Grupo UBEC. Concebido para ser um trabalho coletivo, o nosso Plano de Pastoralidade buscou ecoar as diversas vozes da FICR, baseado em um processo de estudo, escuta, partilha e escrita com os membros do Comitê de Pastoralidade da Unidade.

A Capela da FICR é dedicada à Mãe Educadora, tendo a seguinte programação:

Celebrações das Missas
Primeira quarta-feira de cada mês, às 11h
Presencialmente para até 15 pessoas (em virtude dos protocolos da pandemia)

Visitas e orações
Segunda a sexta, das 08h às 20h

Círculos Bíblicos
Todas as quartas-feiras de setembro, às 18h

O Grupo UBEC é formado pela união de cinco Províncias Religiosas e uma Diocese: A Província Lassalista de Porto Alegre – Irmãos Lassalistas; a Província São José da Congregação dos Sagrados Estigmas de Nosso Senhor Jesus Cristo – Padres e Irmãos Estigmatinos; a Província Marista do Centro Norte do Brasil – Irmãos Maristas; a Inspetoria São João Bosco – Salesianos de Dom Bosco; a Inspetoria Madre Mazzarello – Irmãs Salesianas, e a Diocese de Itabira/Coronel Fabriciano. Essas Províncias Religiosas e a Diocese foram inspiradas pelo carisma de cinco santos e de um padre, que impulsionam nossa atuação na FICR:

São João Batista de La Salle (1651-1719)

Fundador do Instituto dos Irmãos das Escolas Cristãs, ou Irmãos Lassalistas. Sacerdote francês, dedicou toda sua vida à educação cristã e instrução de meninos jovens, pobres e abandonados (de rua). Instituiu o método simultâneo do ensino, feito individualmente; extinguiu os castigos corporais, na época recurso normal em aula. Sua maior preocupação e ação eficaz foram a dignificação e o preparo do magistério.

 

São Gaspar Bertoni (1777-1853)

Fundador dos Estigmatinos. Nasceu em Verona, Itália. Com 18 anos, entrou para o seminário. Desde a época de seminarista, mostrou-se apóstolo incansável da evangelização. Em 1816, começou a sua Congregação Religiosa, que mais tarde recebeu o nome de Congregação dos Sagrados Estigmas de Nosso Senhor Jesus Cristo (Estigmatinos), cuja finalidade é: “Missionários Apostólicos em auxílio aos Bispos”.

 

São Marcelino Champagnat (1789-1840)

Fundador da Congregação dos Irmãos Maristas. No ano em que estourava a Revolução Francesa, verdadeiro marco da história da humanidade, nascia São Marcelino, na mesma França. Aos 27 anos, disposto a levar avante seu projeto de ensinar as pessoas a ler e escrever, reúne seus dois primeiros discípulos. Nasciam os Irmãozinhos de Maria, hoje Irmãos Maristas. Vivendo entre eles e como um deles, Champagnat, objetivando levar adiante a missão de tornar Jesus Cristo conhecido e amado, ensina seus discípulos a ler, escrever e viver o Evangelho em sua plenitude.

 

São João Bosco (1815-1888)

Fundador dos Salesianos, comunidade de católicos (Padres e Irmãos), em 1859, em Turim (Itália). O nome da Congregação vem de São Francisco de Salles, Bispo de Genebra no século XVII, escolhido por Dom Bosco como patrono, por sua bondade, paciência, visão de comunicador e intensa caridade pastoral, qualidades necessárias para se trabalhar com a juventude. Dom Bosco faleceu em 31 de janeiro de 1888 e foi canonizado em 1934, como Apóstolo da Juventude. Como herança, deixou aos Salesianos o “Sistema Preventivo”, método educativo que se baseia na razão, religião e bondade.

 

Santa Maria Mazzarello (1837-1881)

Co-fundadora das Irmãs Salesianas, Santa Maria Domingas Mazzarello nasceu em Mornese (Itália). Sob a orientação de Dom Bosco, fundou o Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora. Toda sua vida foi marcada por um estilo de relações simples, autênticas, como convém à família. Como educadora, teve coração de mãe, sabendo ser firme em relação aos princípios e valores universais.

 

Josephus Cornélius Marie De Man (1927-1981)

Nasceu em Woender, Holanda, filho de um casal de escritores famosos, Herman de Man (morto em acidente aéreo, fugindo do nazismo) e Eva Maria Kaller (morta em campo de concentração, durante a 2ª Guerra Mundial), ambos judeus católicos. Desembarcou no Brasil em 1963. Figura dinâmica e carismática, daria novos rumos à educação ao criar o Colégio Técnico em Coronel Fabriciano e, mais tarde, a Universidade do Trabalho. Sem vestígio de dúvidas, essas duas obras foram os alicerces da Unileste-MG.

O projeto Diálogos de Pastoralidade tem como objetivo a oportunização de espaços dialógicos sobre temáticas de pastoralidade, com abertura à escuta, partilha e reflexão, alicerçada nos valores e princípios humanos, éticos e cristãos. O Projeto tem como atividades os diálogos virtuais e os podcasts.

Segue a playlist com os vídeos:

Segue o link do Spotify:

A organização da Pastoralidade no Grupo UBEC é inspirada pelas Diretrizes de Pastoralidade: