2016
nov
16
Biblioteca

Evento da Biblioteca lembra da importância dos livros para a sociedade

Um país se faz de homens e de livros. Esta é a célebre frase de Monteiro Lobato, um dos mais expressivos autores do pré-modernismo brasileiro. Para lembrar da importância dos livros para a sociedade e incentivar a leitura, a Biblioteca Guy Maurice, da Faculdade Marista, realizou na manhã de hoje, no Auditório Champagnat, uma programação especial, que também homenageou o Dia do Livro, comemorado no dia 29 de outubro.

Abrindo o evento, a bibliotecária da instituição, Carla Lins, apresentou uma pesquisa de sua autoria que identificou o perfil dos jovens e a mudança ocorrida com eles durante o tempo que eles passaram a frequentar a Biblioteca Comunitária do Bode (bairro do Pina) e a Biblioteca da Escola Municipal Manuel Bandeira (bairro do Torreão). “São pessoas que tiveram a vida transformada por conta da ação de mediadores de leitura. Muitos começaram a ter interesse na leitura e passaram a escrever suas próprias poesias depois de frequentarem as bibliotecas”, contou.

Em seguida, o professor de biblioteconomia da Universidade Federal de Pernambuco, Lourival Pereira Pinto, fez uma mediação de leitura com o público presente. “A literatura é um espaço onde o leitor pode visitar mundos imaginários”, ressaltou. Durante a atividade, ele compartilhou com os alunos textos que retratam um mundo imaginário, de autores como Manuel Bandeira, Ferreira Gullar, Fernando Pessoa e Casimiro de Abreu. “A literatura é uma metáfora não apenas de um mundo imaginário, mas de um mundo possível”, frisou.

A professora Magali Viegas, que estava no evento acompanhando a turma de Administração do 2º período, também destacou a importância dos livros para a vida das pessoas. “A leitura desde a infância estimula a criatividade, a imaginação e a visão de mundo dos cidadãos. Ela abre um mundo de significados e de importância do simbólico e do não simbólico”, falou. Magali ainda mencionou que em várias entrevistas de seleção para estágio ou emprego, é comum perguntarem qual o tipo de leitura que a pessoa mais gosta e quantos livros ela leu no último ano. “Tudo isso para saber o nível intelectual e cognitivo do candidato à vaga que vai influenciar na atividade exercida”, informou.

Seguindo a programação, o “LiterAtos”, grupo literário que promove mediação de leitura, literatura de cordel e teatro, apresentou o recital “Pitirrança”, em homenagem ao poeta Pirrito, do município de Glória do Goitá, que em janeiro de 2017, completa 100 anos. Na apresentação, personagens, como Mateus e Katirina, recitaram poemas da cultura pernambucana que têm relação com passagens da vida de Pirrito. Entre um poema e outro, as falas foram improvisadas como no teatro de mamulengo. O grupo “LiterAtos”, é formado por ex-alunos e alunos do terceiro ano do curso técnico de agroindústria do IFPE, campus Vitória de Santo Antão.

O evento terminou com a captura de livros. A atividade lúdica consistia em procurar as pokébolas espalhadas por vários ambientes da faculdade. Quem encontrasse uma pokébola, poderia resgatar um livro e um brinde, na biblioteca.

foto-1_biblioteca-comemora-o-dia-do-livro-com-programacao-especial_16-11-2016

Lourival Pereira Pinto durante a mediação de leitura

foto-2_biblioteca-comemora-o-dia-do-livro-com-programacao-especial_16-11-2016

 

foto-3_biblioteca-comemora-o-dia-do-livro-com-programacao-especial_16-11-2016

O grupo LiterAtos abrilhantou o evento

foto-4_biblioteca-comemora-o-dia-do-livro-com-programacao-especial_16-11-2016

Lourival Pereira Pinto e Carla Lins ao lado do Grupo LiterAtos

 

 

Fotos: Comunicação e Marketing / Faculdade Marista

Publicado por FICR

Notícias Recentes

06 julho 2020
Estudante FICR pode concorrer a bolsa
02 julho 2020
FICR traz novidades na Rematrícula 2020.2
19 junho 2020
Inscrições abertas para Bolsa de Estudos na FICR