2022
mar
07
Geral

Entenda como se matricular na FICR pelo FIES

O que é o FIES?

Diferentemente de muitos programas governamentais, o FIES não se trata de uma bolsa, mas sim de um financiamento estudantil. Ou seja, o estudante realiza seu curso na íntegra e quando finaliza deve pagar as parcelas de amortização calculadas pelo governo. O FIES funciona para cursos de graduação presenciais e prevê um prazo máximo de quitação de 14 anos. Dentre suas modalidades* estão:

  • MODALIDADE I: Estudantes brasileiros de renda per capita menor que 3 salários mínimos;
  • MODALIDADE II: Estudantes do Norte, Nordeste e Centro-Oeste com renda de até 5 salários mínimos;
  • MODALIDADE III: Estudantes de todo o Brasil com renda de até 5 salários mínimos.

*Não é permitido mudar de modalidade ao longo do período de financiamento.

O cálculo do financiamento leva diversos fatores em consideração, mas pode garantir de 10% a 100% da mensalidade, sendo que esse valor não pode ser superior a 7.000 reais. Como pré-requisitos, além da relação per capita dos estudantes, o FIES considera a nota do ENEM acima de 400 pontos e o não anulamento da redação. Pessoas que já têm uma graduação também podem se inscrever. Diferentemente do SISU e do PROUNI, o processo seletivo do FIES oferece a oportunidade de pré-inscrição para 3 cursos seguindo ordem de prioridade. Os candidatos são selecionados de acordo com a nota do ENEM, tendo como critério de desempate a nota da redação.

Depois de aguardar e ser selecionado, o estudante deve se cadastrar no SisFIES e comparecer à agência de banco escolhida com a documentação:

  • Documentos do contratante:

· Documento de identificação oficial com foto;

· CPF; · Comprovante de residência;

· Documento de Regularidade de Inscrição (DRI) emitido pela CPSA.

  • Também podem ser requisitados:

· Documentos do representante legal, para menores de 18 anos;

· Certidão de casamento, CPF e documento de identificação do cônjuge quando for o caso;

· Termo de concessão de bolsa parcial do Prouni quando for o caso.

  • Documentos do fiador:

· Documento de identificação oficial com foto;

· CPF;

· Comprovante de residência;

· Comprovante de rendimentos, somente em caso de fiança convencional;

· Certidão de casamento, CPF e documento de identificação do cônjuge quando for o caso.

Publicado por Victoria Ferreira

Notícias Recentes

21 junho 2022
FICR oferta 400 bolsas de estudo gratuitas durante todo curso
14 junho 2022
FICR realiza doações para comunidades afetadas pelas chuvas
13 junho 2022
FICR sedia reunião da Gerência Regional de Educação Recife Sul